Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

A cidade fantasma de R$ 500 bilhões na Malásia onde ninguém quer morar

Foto: Getty Images
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Projetada para ser uma cidade luxuosa e moderna, a Forest City encontra-se praticamente abandonada e se assemelha a um resort fantasma

Na ensolarada costa sul da Malásia, um megaempreendimento projetado para ser um paraíso urbano enfrenta um destino sombrio. A Forest City, um ambicioso projeto de desenvolvimento imobiliário, ergue-se como uma sombra de sua visão original de grandiosidade e prosperidade. Concebida como um ícone de modernidade e luxo, a cidade, que engoliu um investimento colossal de R$ 500 bilhões, está mergulhada em um silêncio desolador, com arranha-céus vazios e praias desertas.

A utopia não realizada

Em 2016, a maior empresa imobiliária da China, em uma parceria multinacional, deu início à construção da Forest City, situada em terreno recuperado nas proximidades de Johor Bahru. A visão era audaciosa: abrigar mais de um milhão de residentes em uma metrópole de classe média, equipada com instalações de lazer de classe mundial, desde campos de golfe até parques aquáticos. Contudo, a realidade contrasta com essa ambição, com apenas 15% do projeto concluído até o momento e uma ocupação ínfima.

Desafios e desilusões

Diversos fatores contribuíram para a desaceleração e a aparente falência do empreendimento. Restrições de vistos para compradores chineses, a crise imobiliária no país asiático e os impactos da pandemia de Covid-19 foram apenas algumas das adversidades enfrentadas. Questões ambientais, como a construção em áreas protegidas, também geraram controvérsias, enquanto a localização remota afastou potenciais moradores.

Um futuro incerto

Apesar das vendas iniciais promissoras, a Forest City permanece como uma cidade fantasma, com menos de 1% de ocupação e uma atmosfera estranha e desoladora. A incorporadora chinesa responsável pelo projeto, Country Garden, mantém um semblante otimista, contando com potenciais apoios do governo chinês para reverter o destino sombrio da cidade.

Enquanto os arranha-céus da Forest City continuam a desafiar o céu com sua altura, eles também servem como monumentos silenciosos de uma visão não realizada e de uma promessa não cumprida. O futuro dessa cidade fantasma permanece incerto, aguardando uma possível reviravolta que a traga de volta à vida ou a relegue ao esquecimento nos anais da história urbana moderna.

No meio da praia está essa escada que não leva para lugar nenhum — Foto: Divulgação

Foto: Getty Images

Quase todas as lojas estão vazias — Foto: Getty Images

Fonte: Vogue Casa

Últimas Notícias
Últimas Notícias