Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

A França está investindo R$ 830 milhões em um programa de benefícios para quem consertar roupas

Foto: Reprodução/iStock/Zyabich
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Os descontos serão aplicados diretamente na fatura do reparo e serão financiados por um fundo de 154 milhões de euros (cerca de R$ 830 milhões). O montante será arrecadado a partir de impostos pagos pelo setor têxtil e deve ser usado até 2028.

A ideia do programa é reduzir o desperdício de roupas e sapatos. De acordo com a secretária de Ecologia do país, Bérangère Couillard, os franceses jogam fora cerca de 700 mil toneladas de roupas por ano.

O programa também deve beneficiar o setor têxtil. Ao incentivar as pessoas a consertar suas roupas, o governo espera estimular a demanda por serviços de reparo e contribuir para a criação de empregos.

Para participar do programa, as oficinas de costura, sapateiros, alfaiates e marcas de roupas precisam se inscrever na organização Refashion. A Refashion irá arrecadar uma ‘eco contribuição’ sobre as vendas para cobrir o subsídio. De acordo com informações do Estadão Conteúdo, o Refashion irá reembolsar os descontos dados pelas as empresas inscritas na iniciativa em até 15 dias.

O programa francês é uma iniciativa pioneira no mundo. Se for bem-sucedido, pode ser adotado por outros países e ajudar a reduzir o desperdício de roupas e sapatos em todo o planeta.

A França está investindo R$ 830 milhões em um programa de benefícios para quem consertar roupas em vez de comprar novas. O programa, que deve entrar em vigor em outubro, prevê descontos de 6 a 25 euros (entre R$ 30 e R$ 130) no reparo de roupas e sapatos.

Os descontos serão aplicados diretamente na fatura do reparo e serão financiados por um fundo de 154 milhões de euros (cerca de R$ 830 milhões). O montante será arrecadado a partir de impostos pagos pelo setor têxtil e deve ser usado até 2028.

A ideia do programa é reduzir o desperdício de roupas e sapatos. De acordo com a secretária de Ecologia do país, Bérangère Couillard, os franceses jogam fora cerca de 700 mil toneladas de roupas por ano.

O programa também deve beneficiar o setor têxtil. Ao incentivar as pessoas a consertar suas roupas, o governo espera estimular a demanda por serviços de reparo e contribuir para a criação de empregos.

Para participar do programa, as oficinas de costura, sapateiros, alfaiates e marcas de roupas precisam se inscrever na organização Refashion. A Refashion irá arrecadar uma ‘eco contribuição’ sobre as vendas para cobrir o subsídio. De acordo com informações do Estadão Conteúdo, o Refashion irá reembolsar os descontos dados pelas as empresas inscritas na iniciativa em até 15 dias.

O programa francês é uma iniciativa pioneira no mundo. Se for bem-sucedido, pode ser adotado por outros países e ajudar a reduzir o desperdício de roupas e sapatos em todo o planeta.

Foto: Sarah Brown / Unsplash

Últimas Notícias
Últimas Notícias