Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

“Carnaval de Todos” em Juazeiro inaugura as festividades na Bahia

Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Evento promete ser democrático, gratuito e inclusivo, com atrações variadas e circuitos animados

O Carnaval na Bahia tem início na cidade de Juazeiro neste ano, com a realização do “Carnaval de Todos” nos dias 25, 26, 27 e 28 de janeiro. A proposta do evento é ser uma celebração democrática, totalmente gratuita e inclusiva, contando com a participação confirmada de renomados artistas, incluindo Carlinhos Brown, Timbalada, Olodum, Luiz Caldas, Armandinho, Bell Marques, Rafa & Pipo Marques, Ricardo Chaves, Tuca Fernandes, Cheiro de Amor, Tomate, Filhos de Jorge, Jonas Esticado, Psirico, O Polêmico, Parangolé, Felipe Amorim, Guig Gueto, Ed City, Lincoln Senna, Duas Medidas, Lá fúria e Igor Kannário, além de talentos regionais.

Circuitos Estratégicos

A festividade será realizada em dois circuitos principais: Ivete Sangalo, na Avenida Adolfo Viana, e Manuca Almeida, na Orla I. Adicionalmente, o Dennes Caffé será montado no circuito Manuca Almeida, em homenagem ao saudoso cantor juazeirense. O local abrigará apresentações de artistas regionais, proporcionando entretenimento entre as passagens dos trios elétricos.

Polo João Gilberto e Resgate Cultural

O “Carnaval de Todos” contará com o Polo João Gilberto, na Orla II, voltado para as famílias, das 17h às 22h. Este polo busca resgatar a tradição cultural da festa, com a presença de blocos tradicionais e foliões fantasiados. O palco do Polo João Gilberto levará o nome do renomado artista plástico juazeirense, Parlim.

Gravação de Documentário

Durante o Carnaval 2024 em Juazeiro, o multifacetado artista Maurício Dias, conhecido como Mauriçola, realizará a gravação do documentário “Juazeiro, 110 anos de Carnaval 220w”. O projeto conta a história dos 110 anos da festividade na cidade. Mauriçola iniciou o documentário em 2014, quando o Carnaval de Juazeiro completou 100 anos, e compôs o Hino de Centenário, gravado por Luiz Caldas. O documentário terá depoimentos de Luiz Caldas, Armandinho, Bell Marques, Ricardo Chaves, Vina Calmon, entre outros.

“Juazeiro, 110 anos de Carnaval 220w” não apenas explorará o Carnaval contemporâneo, mas também destacará as tradições das escolas de samba e clubes da cidade. O documentário incluirá detalhes como o samba da Cacumbú, apreciado por João Gilberto e utilizado na gravação de “Aquarela do Brasil”, em colaboração com Caetano Veloso, Gilberto Gil e Maria Bethânia.

Foto: Divulgação

Últimas Notícias
Últimas Notícias