Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Chama Olímpica é acesa na Grécia, marcando contagem regressiva para Paris 2024

Foto: Aris Messinis/AFP
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Em uma cerimônia emocionante realizada em Olímpia, na Grécia, a chama olímpica foi acesa, simbolizando a proximidade dos Jogos de Paris 2024. Com apenas 101 dias restantes até o início do evento, a tocha começará sua jornada pelos territórios franceses.

A tradição do acendimento da chama ocorreu em frente às majestosas ruínas do templo de Hera. Uma atriz representando a alta sacerdotisa utilizou um recipiente parabólico, conhecido como Skaphia, para refletir os raios solares e acender a chama, embora ela já estivesse acesa devido à ausência de sol.

Após a cerimônia, a tocha seguirá para o Coubertin Grove, onde está localizada a Academia Olímpica Internacional. Começará então um revezamento envolvendo 550 pessoas durante 11 dias até o Estádio Panatenaico, em Atenas, onde será entregue oficialmente ao Comitê Organizador dos Jogos. A partir daí, a chama embarcará para a França, com previsão de chegada em Marselha em 8 de maio, conduzida por mais de 10 mil pessoas.

O primeiro condutor da tocha foi o remador grego Stéfanos Doúskos, medalhista de ouro no skiff simples em Tóquio. O revezamento terá 68 etapas, cobrindo 400 cidades francesas e territórios ultramarinos, incluindo Guiana Francesa, Nova Caledônia, Reunião, Martinica, Polinésia Francesa e Guadalupe.

As Olimpíadas têm suas raízes na Grécia Antiga, datando de cerca de 776 a.C., em Olímpia, onde os jogos estavam associados a rituais religiosos em homenagem ao deus Zeus, e também serviam para cessar conflitos na região. Na era moderna, os Jogos foram revitalizados pelo Barão Pierre de Coubertin em 1896. Esta será a terceira edição realizada em Paris, que anteriormente sediou os jogos em 1900 e 1924.

Foto: Divulgação

Últimas Notícias
Últimas Notícias