Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Com nova regra, isenção do IR vale para quem recebe até R$ 2.640 mensais

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou, na segunda-feira (28), a lei que reajusta o salário-mínimo para R$ 1.320. A medida, que foi originada da Medida Provisória (1.172/2023), também atualiza a tabela do Imposto de Renda (IR) para quem ganha até R$ 2.640, ou o equivalente a dois salários.

A nova faixa de isenção do imposto foi obtida por meio de um mecanismo que concede um desconto de R$ 528, via antecipação da declaração simplificada do IR para os cálculos mensais do tributo.

Sem o desconto, a faixa de isenção do IR foi ampliada dos atuais R$ 1.903 para R$ 2.112. Trata-se da primeira atualização da tabela no período de oito anos.

Aplicação vantajosa

Para quem recebe até R$ 2.640, o desconto de R$ 528 é suficiente para zerar o imposto devido. Abaixo, confira algumas simulações de como o novo mecanismo funcionará para essas pessoas:

  • Renda de R$ 2.800: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 55,20. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica zerado.
  • Renda de R$ 3.000: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 95,20. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica em R$ 27.
  • Renda de R$ 3.500: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 170,20. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica em R$ 75,40.
  • Renda de R$ 4.500: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 376,37. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica em R$ 241,97.

Aplicação sem vantagem

Para quem recebe acima de R$ 2.640, o desconto de R$ 528 pode não ser vantajoso. Isso porque, dependendo da alíquota do imposto, o valor do desconto pode ser menor do que o imposto devido.

Abaixo, confira algumas simulações de como o novo mecanismo funcionará para essas pessoas:

  • Renda de R$ 5.000: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 505,64. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica em R$ 354,47. A diferença é de R$ 151,17.
  • Renda de R$ 6.500: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 918,14. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica em R$ 757,33. A diferença é de R$ 160,81.
  • Renda de R$ 10.000: O imposto devido com a tabela antiga era de R$ 1.880,64. Com o desconto de R$ 528, o imposto fica em R$ 1.719,83. A diferença é de R$ 160,81.

Conclusão

A nova regra de isenção do IR é positiva para quem recebe até R$ 2.640. Para quem recebe acima desse valor, o desconto de R$ 528 pode ou não ser vantajoso, dependendo da alíquota do imposto devido.

Foto: CNN Brasil

Fonte: www.gauchazh.clicrbs.com.br

Últimas Notícias
Últimas Notícias