Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Daniel Alves obtém liberdade provisória mediante fiança de 1 milhão de euros

Foto: Getty Images
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Lateral-direito brasileiro, condenado por estupro em Barcelona, terá que pagar valor elevado para aguardar julgamento em liberdade

A Justiça espanhola concedeu liberdade provisória ao jogador brasileiro Daniel Alves, recentemente condenado por estupro em Barcelona, mediante o pagamento de uma fiança no valor de 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 5,4 milhões). Essa decisão ocorreu após uma audiência realizada nesta terça-feira (19).

O ex-lateral da Seleção Brasileira também será obrigado a entregar seus passaportes brasileiro e espanhol às autoridades, além de comparecer semanalmente aos tribunais e manter uma distância mínima de 1 quilômetro da vítima.

Inicialmente, a defesa de Daniel Alves havia proposto uma fiança de 50 mil euros (cerca de R$ 273 mil), mas o valor estabelecido foi significativamente superior. Durante a audiência, o atleta, que participou de forma remota, se comprometeu a não deixar a Espanha enquanto o processo estiver em andamento.

Daniel Alves foi sentenciado a quatro anos e meio de prisão em fevereiro, porém o Ministério Público recorreu da decisão, solicitando uma condenação de nove anos pelo estupro ocorrido em uma boate de Barcelona em dezembro de 2022. Tanto a defesa da vítima quanto a Promotoria expressaram preocupação com o risco de fuga e defenderam a manutenção do jogador na prisão.

O julgamento de Daniel Alves, que durou três dias, foi concluído em 7 de fevereiro. Durante o processo, foram ouvidas testemunhas, a vítima, peritos e o próprio acusado. Apesar do pedido da defesa para a suspensão do julgamento, alegando violação de direitos, o Tribunal de Barcelona optou por prosseguir, argumentando que não houve violação de direitos fundamentais, já que o jogador contou com a presença de um advogado desde o momento de sua prisão.

Daniel Alves negou as acusações de estupro, alegando ter consumido excesso de álcool na ocasião. A vítima, uma mulher de 23 anos na época do incidente, afirma ter sido vítima de agressão sexual pelo jogador.

Foto: Reprodução

Últimas Notícias
Últimas Notícias