Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Estátua de Apolo retorna ao jardim de Versalhes após um ano de restauração

Foto: Reuters
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Figura de metal de 30 toneladas passou por meticulosa renovação para manter esplendor histórico

No cenário majestoso dos jardins do Palácio de Versalhes, na França, uma notável figura retoma seu lugar de destaque após um período de ausência. A Fonte da Carruagem de Apolo, uma expressão icônica da arte clássica, retornou à sua base nesta quinta-feira (15), após mais de um ano de extensos trabalhos de restauração.

A imponente estátua, que celebra o deus grego do sol, Apolo, foi parte integrante dos suntuosos jardins de Versalhes por séculos, suportando a fonte majestosa que a circunda. No entanto, ao longo do tempo, as estruturas metálicas que a sustentavam, composta por 13 estátuas e pesando aproximadamente 30 toneladas, sucumbiram à corrosão e deformações. Esse desgaste exigiu uma intervenção crucial para preservar não apenas a estátua, mas também a história e a beleza do local.

Cada uma das 13 esculturas que compõem a Fonte da Carruagem de Apolo passou por um minucioso processo de restauração. Tanto a estrutura interna quanto a fundição de chumbo foram cuidadosamente renovadas e repintadas, enquanto a base de pedra recebeu reforços para garantir sua estabilidade e integridade.

Esta intervenção marca a primeira vez que a escultura em chumbo dourada de Apolo, uma obra de arte concebida por Jean-Baptiste Tuby, foi removida de sua posição desde que foi instalada em 1671, durante o reinado do rei Luís XIV, conhecido como o Rei Sol, um dos monarcas mais emblemáticos da história francesa.

As obras de restauração no Palácio de Versalhes estão inseridas em um amplo plano de renovação dos jardins, parte dos preparativos para os Jogos Olímpicos de Paris em 2024. A previsão é de que todas as estátuas que compõem a Carruagem de Apolo sejam reinstaladas até a próxima segunda-feira (19), enquanto os trabalhos de reparo no sistema hidráulico se iniciarão em seguida. Estima-se que a fonte esteja novamente operacional a partir de 29 de março, recuperando seu papel de destaque entre as maravilhas históricas de Versalhes.

Foto: Reuters

Últimas Notícias
Últimas Notícias