Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Lidiane Jones, brasileira que assume o posto de CEO do Bumble, sucedendo jovem bilionária ‘self-made’

Foto: Divulgação/Salesforce
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Executiva paulistana traz vasta experiência em tecnologia e pretende trabalhar o uso de inteligência artificial na plataforma de relacionamento.

Lidiane Jones, uma renomada executiva brasileira que esteve à frente da ferramenta de comunicação corporativa Slack, assumirá a posição de CEO no aplicativo da paquera Bumble. A fundadora do Bumble, Whitney Wolfe Herd, anunciou ao Wall Street Journal que passará o comando da empresa em 2 de janeiro, permanecendo como presidente do Conselho de Administração.

Wolfe Herd elogiou a sucessora, afirmando que estava passando “o básico para uma líder e uma mulher que respeito profundamente”. Aos 34 anos, Whitney se tornou a mais jovem bilionária “self-made” ao abrir a capital do Bumble em fevereiro de 2021.

Lidiane Jones possui uma notável trajetória de mais de duas décadas como inovadora de negócios e produtos em diversas marcas de tecnologia. Graduado em Ciência da Computação pela Universidade de Michigan, demonstra ser um entusiasta da tecnologia, economia, liderança e criação de políticas.

Antes de comandar o Slack, Lidiane ocupou cargos de destaque em empresas como Salesforce, Sonos e Microsoft, contribuindo significativamente para o desenvolvimento de produtos inovadores em áreas como aprendizado de máquina e escalabilidade de negócios.

O Bumble, fundado em 2014 por Whitney Wolfe Herd, revolucionou o mundo dos aplicativos de relacionamento para dar às mulheres o poder de iniciar as conversas. A empresa abriu capital em fevereiro de 2021, atingindo uma avaliação de US$ 2,2 bilhões. Atualmente, enfrentamos desafios com uma capitalização de menos de US$ 2 bilhões.

A decisão de Lidiane assumir o cargo de CEO vem em um momento delicado para o setor de aplicativos de namoro, com o Match Group, dono do Tinder, enfrentando desafios no terceiro trimestre e o Bumble registrando uma queda de 36% em suas ações ao longo do ano.

Lidiane Jones expressou sua intenção de investir fortemente em inteligência artificial, acreditando que ela desempenhará um papel fundamental para facilitar os encontros entre as pessoas. Ela será baseada em Cambridge, Massachusetts, embora a sede do Bumble permaneça em Austin, Texas.

Imagem: Divulgação/Forbes

Últimas Notícias
Últimas Notícias