Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Maternidade da Ufba acompanha gravidez de homens trans

Foto: Divulgação/ Genilson Coutinho
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Maternidade Climério de Oliveira (MCO) da Universidade Federal da Bahia (Ufba) acompanhou gestação de oito homens trans, lançando caderneta de pré-natal específica.

A Maternidade Climério de Oliveira (MCO), da Universidade Federal da Bahia (Ufba), tem se destacado nos últimos anos ao acompanhar a gestação de homens trans. Entre 2021 e 2024, oito homens trans foram assistidos pela maternidade, totalizando nove bebês. Esse acompanhamento é possível graças ao programa Transgesta, idealizado pela MCO há três anos.

Um desses casos é o de Pietro Cauê, de 21 anos, que deu à luz duas meninas após nove meses de acompanhamento pela MCO. “O processo foi maravilhoso. Todo mundo me acolheu, me deu apoio, me tratou com respeito”, compartilha Pietro.

A maternidade continua a promover esse apoio inclusivo com o lançamento da primeira caderneta de acompanhamento gestacional de homens transexuais. Esse recurso visa contemplar as particularidades da gravidez de homens trans, como o impacto do uso de hormônios e a definição dos cuidados na fase de aleitamento.

Desenvolvida de forma multidisciplinar e com a participação ativa dos homens trans, a caderneta representa um avanço no cuidado pré-natal para essa população. Ela preenche uma lacuna existente no padrão do SUS, que não considera as especificidades da gravidez transmasculina.

“A caderneta poderá gerar dados que contribuam para políticas públicas voltadas para as pessoas trans”, afirma Sinaide Coelho, superintendente da MCO. Esse esforço demonstra um compromisso com a inclusão e a saúde de todos os indivíduos, independentemente de sua identidade de gênero.

Acompanhamento gestacional de homens trans na Maternidade da Ufba em Salvador — Foto: Unidade de Comunicação da MCO-UFBA/Ebserh

Últimas Notícias
Últimas Notícias