Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Onda de calor sufocante: Até quando durará? Confira a previsão

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Previsão indica que temperaturas permanecerão acima da média em várias regiões do país; veja detalhes sobre os impactos e as áreas afetadas.

Uma intensa onda de calor vem castigando partes do Brasil, elevando os termômetros em até 5°C acima da média histórica. De acordo com a Climatempo, esse fenômeno tende a persistir pelo menos até o final do verão, em 20 de março.

Durante esta primeira semana, entre os dias 11 e 15 de março, as regiões mais impactadas incluem o oeste do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e noroeste de São Paulo. Nessas áreas, as temperaturas têm oscilado entre 37°C e 40°C, e a expectativa é que permaneçam elevadas ao longo da semana. Em São Paulo, por exemplo, as mínimas devem ultrapassar os 21°C e as máximas se aproximam dos 40°C nesta sexta-feira (15).

Já entre os dias 16 e 20 de março, a onda de calor tende a se expandir, afetando ainda mais o Sudeste, atingindo todos os estados da região, além de Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Maria Clara Sassaki, porta-voz da Climatempo, explica que a onda de calor ocorre quando a temperatura permanece pelo menos cinco graus acima da média por mais de cinco dias consecutivos. Esse fenômeno é desencadeado por bloqueios atmosféricos provocados por grandes sistemas de alta pressão.

Entendendo a Onda de Calor e sua Formação

Sassaki destaca a relação entre a temperatura e a umidade atmosférica, explicando que o ar seco tende a elevar as temperaturas. Esse ar seco é resultado de bloqueios atmosféricos, mais comuns no inverno, mas também presentes no verão.

Durante um bloqueio atmosférico, a circulação de ventos impede o avanço de frentes frias, o que impede a chegada da umidade ao continente. Com a falta de umidade, o ar seco prevalece, intensificando o calor.

A porta-voz também aponta que embora o El Niño, fenômeno que aquece as temperaturas do Pacífico oriental e central, potencialize eventos extremos como ondas de calor, as mudanças climáticas também desempenham um papel significativo nas alterações de padrão.

Chegada do Outono

Março marca a transição do verão para o outono no hemisfério sul com o equinócio de outono, que acontece em 20 de março em 2024. Durante esse fenômeno, os hemisférios Norte e Sul recebem a mesma quantidade de radiação solar devido à inclinação do eixo da Terra em relação ao sol. Essa mudança gradual resulta na diminuição das temperaturas, marcando oficialmente o início do outono.

Para mais detalhes e informações sobre a onda de calor, acompanhe nossa cobertura completa em nosso portal de notícias.

Foto: Reprodução/Climatempo

Últimas Notícias
Últimas Notícias