Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Primeiro arranha-céu de São Paulo celebra seu centenário: Edifício Sampaio Moreira

Foto: Reprodução São Paulo City
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Projetado pelo renomado arquiteto Christiano Stockler, o edifício Sampaio Moreira, marco da arquitetura paulistana, completa seu centenário em 2024. Localizado no Centro Histórico de São Paulo, o prédio de 12 andares e 54 metros de altura foi um dos primeiros arranha-céus da cidade.

Um Ícone da Paisagem Urbana

Quando erguido em 1924, o Sampaio Moreira destacou-se em meio à paisagem urbana de São Paulo, então dominada por prédios de poucos andares. Encomendado pelo empresário José Sampaio Moreira, o edifício apresenta um estilo eclético, combinando elementos neoclássicos e art nouveau.

Patrimônio Cultural

Inicialmente destinado a uso comercial, o edifício abrigava profissionais autônomos, como advogados e arquitetos, em suas 15 salas por andar. Em 1992, o Sampaio Moreira foi tombado pelo patrimônio histórico de São Paulo, devido à sua localização no Vale do Anhangabaú.

Restauração e Revitalização

Após anos de desocupação, o edifício passou por um processo de restauração entre 2010 e 2012, liderado pelo escritório Kruchin Arquitetura. Durante a reforma, foram realizadas melhorias estruturais, como a inserção de passarelas metálicas entre os blocos e a modernização dos elevadores. Uma nova praça-auditório de 400 m² também foi criada, conectando os espaços internos e promovendo atividades culturais.

Foto: Reprodução São Paulo City

Presente e Futuro

Atualmente, o térreo do Sampaio Moreira abriga a histórica Casa Godinho, fundada em 1888, e serve como sede da Secretaria Municipal da Cultura desde 2018. O edifício representa não apenas um marco arquitetônico, mas também um espaço vivo da história e cultura de São Paulo.

Foto: Reprodução São Paulo City

Últimas Notícias
Últimas Notícias