Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Quanto custa o look? Mudanças nas compras internacionais impactarão preços

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Aprovado pela Câmara dos Deputados, projeto que encerra isenção de tributo sobre compras internacionais abaixo de US$ 50 pode encarecer produtos estrangeiros.

Na última terça-feira (28), a Câmara dos Deputados aprovou um projeto que pode impactar diretamente os preços de produtos importados. Se passar pelo Senado, o projeto encerrará a isenção de imposto sobre compras internacionais abaixo de US$ 50.

De acordo com a nova proposta, os produtos estrangeiros adquiridos por grandes e-commerces globais terão um aumento de preço significativo. Anteriormente isentos, agora esses produtos serão tributados com um imposto de importação de 20%, além do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) de 17%.

O sócio da área tributária do escritório Demarest, Fabio Florentino, explica que a mudança se traduz em um aumento expressivo nos preços para os consumidores. Por exemplo, uma compra de US$ 50, que antes sairia por US$ 60,24, agora custaria cerca de US$ 72,29, ou aproximadamente R$ 390,36.

Equilíbrio na competição entre indústrias

Para especialistas, a medida visa equilibrar a concorrência entre as empresas nacionais e os e-commerces estrangeiros, principalmente os da China, que muitas vezes oferecem preços mais baixos devido a vantagens como mão-de-obra barata e acesso à tecnologia.

Além disso, a volta da taxação visa assegurar a qualidade e segurança dos produtos, uma vez que os produtos produzidos localmente são submetidos a critérios de controle mais rigorosos do que aqueles importados.

A decisão também recebeu apoio de algumas empresas brasileiras. A Shein, um dos e-commerces estrangeiros populares no país, destacou que a isenção do imposto de importação nunca teve função arrecadatória e considerou o fim dessa isenção como um retrocesso.

Cronologia do projeto

As discussões sobre a taxação de compras internacionais iniciaram-se no ano passado, quando o governo tentou retirar a isenção para compras de até US$ 50. Após idas e vindas, o projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados com uma taxa reduzida de 20% sobre os produtos importados.

Agora, o projeto segue para o Senado Federal para análise e, se aprovado, pode alterar significativamente o cenário das compras internacionais no país. Acompanhe as atualizações e os desdobramentos dessa medida para entender como ela pode afetar o seu bolso e o mercado de e-commerce como um todo.

Foto: Reprodução

Últimas Notícias
Últimas Notícias