Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Rayssa Leal conquista a medalha de prata no Mundial de Skate Street no Japão

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A jovem brasileira Rayssa Leal, conhecida como “Fadinha”, alcançou o segundo lugar no Mundial de skate street, realizado em Tóquio, Japão. A competição teve sua final ocorrida na madrugada deste domingo (17), horário de Brasília, onde a atleta maranhense de apenas 15 anos dividiu o pódio com as japonesas Yumeka Odo, que conquistou o ouro, e Momiji Nishiya, que ficou com a medalha de bronze.

Rayssa somou 261.90 pontos na combinação da melhor volta – duas tentativas de 45 segundos cada – e das duas manobras mais bem avaliadas, realizadas em cinco tentativas. Em uma delas, a brasileira recebeu 90.91 pontos, pressionando a principal adversária, Yumeka. No entanto, a japonesa alcançou 94.80 na reta final, superando a atleta brasileira e garantindo a vitória.

Esta conquista de prata em Tóquio finaliza uma temporada de sucesso para Rayssa. Em março, a jovem competiu no Mundial de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, conquistando o título referente a 2022. Em dezembro, em São Paulo, sagrou-se bicampeã do Super Crown do Street League Skateboarding (SLS), o principal circuito mundial da modalidade.

A final masculina do Mundial também foi dominada pelos anfitriões japoneses, com Sora Shirai conquistando o ouro, seguido por Kairi Netsuke com a prata e Yuto Horigome com o bronze. Entre os brasileiros, o paulista Gabryel Aguilar avançou até a semifinal.

O Mundial integra a primeira etapa de classificação para os Jogos Olímpicos de Paris, na França. A última competição desta fase será a etapa de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, do circuito da World Skate, em março.

Os 44 primeiros colocados no ranking avançam para a próxima fase, com um limite de seis skatistas por país em cada gênero. Xangai, na China, em maio, e Budapeste, na Hungria, em junho, serão as duas etapas subsequentes para os atletas somarem pontos.

No skate street em Paris, estão previstos 44 atletas, 22 em cada gênero. Cada país poderá classificar no máximo três skatistas em cada categoria. Entre as mulheres, as brasileiras mais bem colocadas são Rayssa (segunda), Pâmela Rosa (sétima) e Gabi Mazetto (11ª). Já entre os homens, os destaques são Kelvin Hoefler (quarto), Giovanni Vianna (décimo) e Felipe Gustavo (19º).

Foto: Julio Detefon/Seleção brasileira de skateboarding

Últimas Notícias
Últimas Notícias