Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Renato Aragão pode perder direitos sobre marca “Didi”

Foto: Roberto Moreyra/ EXTRA/ Agência O Globo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O humorista Renato Aragão, conhecido por seu personagem Didi dos Trapalhões, pode ter perdido os direitos sobre a marca “Didi” para uma empresa chinesa. Isso porque o artista não registrou a marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

A empresa chinesa Beijing Didi Infinity registrou a marca “DIDI” em 2016, com validade até 2028. Já o termo “DiDi”, foi solicitado em 2021, concedido em 2022 e com validade até 2032.

Renato Aragão também não tem propriedade sobre a marca “A Turma do Didi”, que é propriedade da Rede Globo. A emissora solicitou o registro em 2017 e tem direitos até 2028.

O humorista solicitou o registro da marca “As Aventuras do Didi”, em 2001, com validade até 2027. A marca era um seriado, que ficou ao ar de 2010 a 2013, na Rede Globo.

A mulher do humorista, Lilian Aragão, disse que a informação sobre o marido não ter o registro está errada. “De onde inventaram esse absurdo? É mentira”, disse Lilian.

A advogada Paula Celano, sócia da área de Propriedade Intelectual do BBL Advogados, explica que Renato Aragão pode não deixar de usar o termo “Didi” automaticamente. “Estes possíveis conflitos entre direitos de natureza diferente são complexos e diversos fatores devem ser analisados na prática, incluindo a forma de uso da expressão por cada uma das partes e a natureza das proteções, por exemplo. No momento, é precipitado dizer que ele perdeu o direito ao uso da expressão”, finaliza.

Os pedidos de registro da marca ‘Didi’ — Foto: Reprodução

Últimas Notícias
Últimas Notícias