Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Roupas usadas em alta: consumidores optam por marcas populares

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Foto: Divulgação/Cris Vidal e Maycon Dehan

Compradores de roupas de segunda-mão nos Estados Unidos estão preferindo marcas mais acessíveis, como Madewell, Zara, Urban Outfitters, Free People, Anthropologie, Abercrombie & Fitch e Levi’s, em vez de marcas de luxo. De acordo com um novo relatório anual da ThredUp e GlobalData, as grifes menores são agora as mais populares e têm o melhor valor de revenda. 

O mercado de roupas usadas é uma indústria em rápido crescimento e deve atingir US$ 70 bilhões em vendas até 2027, com expectativa de US$ 44 bilhões em 2023, segundo o relatório. Cerca de 75% dos consumidores já compraram ou estão dispostos a comprar roupas de segunda mão, e a demanda só cresceu durante a pandemia. 

Entre a geração Z, que valoriza a sustentabilidade, a saudade por roupas usadas é ainda maior, com 83% dos compradores mais jovens comprando ou comprando a comprar roupas de segunda mão, segundo o relatório. Os compradores estão hiperfocados no valor, especialmente na compra de roupas, e as marcas protegidas estão seguras nesse ponto ideal. 

Neil Saunders, diretor-gerente da GlobalData, disse que os varejistas tradicionais estão respondendo à demanda entrando no segmento de revenda e são realmente os que impulsionam o mercado. 

Para os consumidores, é cada vez mais um direito de se gabar dizer que estão na moda e dentro do orçamento. As marcas acessíveis estão renovando seus estilos e aproveitando a mídia social para mostrar como estão se mantendo sintonizadas com as últimas tendências. 

Foto: Getty Imagens

Últimas Notícias
Últimas Notícias