Revista Nova Imagem - Portal de Notícias

Nos acompanhe pelas redes sociais

Software de Inteligência Artificial decifra escrita cuneiforme antiga

Foto: Museu Britânico
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Pesquisadores alemães desenvolvem IA capaz de interpretar tabuletas sumérias, abrindo novos caminhos para análises históricas.

Um avanço tecnológico está redefinindo a decodificação da escrita cuneiforme antiga. Cientistas das universidades de Halle-Wittenberg, Johannes Gutenberg de Mainz e Ciências Aplicadas de Mainz, na Alemanha, apresentaram um software de inteligência artificial (IA) capaz de desvendar textos em escrita cuneiforme – uma forma de escrita em cunha.

O sistema se baseia em modelos 3D de tabuletas sumérias, operando de maneira similar a um software de reconhecimento óptico de caracteres (OCR), traduzindo imagens de escrita em texto legível por máquina.

Ernst Stötzner, líder do projeto, explica que o desafio reside na interpretação das tábuas cuneiformes devido à influência da luz e do ângulo de visão na identificação dos caracteres. A IA oferece resultados mais precisos em comparação com métodos anteriores, como fotografias, permitindo a comparação entre as tábuas e abrindo novas perspectivas de pesquisa.

Com quase 2.000 modelos 3D de tabuletas, muitas datadas de mais de 5.000 anos, os pesquisadores têm acesso a registros antigos da humanidade, abrangendo desde listas de compras até decisões judiciais. No entanto, devido ao desgaste desses artefatos, decifrá-los tem sido um desafio mesmo para especialistas treinados.

As tabuletas cuneiformes são feitas de argila e registram diferentes idiomas da antiguidade, exigindo condições ideais de iluminação e conhecimento especializado para sua interpretação.

Embora o software seja capaz de interpretar símbolos de duas línguas com segurança, existem doze línguas cuneiformes conhecidas, indicando um campo promissor para futuras pesquisas e aprofundamento desse método inovador.

Foto: Divulgação/MET/Domínio Público.

Últimas Notícias
Últimas Notícias